Medicina da Dor - Íntegra Medicina

Medicina da Dor

Acesse no menu abaixo os principais procedimentos que a equipe da Íntegra Medicina Intervencionista realiza na área de Medicina da Dor e demais áreas.


Por que sentimos dores?

A dor é um mecanismo complexo e fundamental para o sobrevivência humana. A partir de um estímulo nocivo real ou potencial, sinais de alertas são gerados e chegam ao sistema nervoso central, onde são interpretados e levam a uma reação. Esta reação é realizada de acordo com nossa percepção da dor e é influenciada por fatores genéticos, emocionais, sociais e culturais.

Estruturas chamadas nociceptores são responsáveis por transformar o estímulo nocivo, seja térmico, químico ou mecânico, em um potencial de ação no neurônio correspondente. Este por sua vez conduzirá essa informação da periferia até a medula espinhal, onde conecta-se com demais neurônios para levar a informação ao cérebro, onde interpretamos esse sinal.

Em todo esse sistema existem mecanismos de regulação, determinados principalmente por uma vias neuronais inibitórias e por substâncias como serotonina, norepinefrina e opióides.

Como se forma a dor crônica?

Se o estímulo doloroso permanece por tempo prolongado, o sistema nervoso sofre alterações, que podem perpetuar a sensação dolorosa mesmo que não haja mais o estímulo primário, então a dor que era um mecanismo de alerta benéfico torna-se um grande problema.

Estas alterações estão relacionadas a neuroplasticidade, que é a capacidade de transformação do nosso sistema nervoso e envolvem o aumento da liberação de substâncias excitatórias e do número de conexões neuronais.

O que é medicina intervencionista da dor e onde ela atua?

É uma nova especialidade que vem ganhando destaque nos últimos anos através de técnicas de procedimentos intervencionistas. Alguns dos principais desafios na abordagem ao paciente com dor são impedir que a cronificação aconteça, detectar quando isto já ocorreu e como reverter este processo.

Para isso tem-se voltado maior atenção para o tratamento da dor aguda, para o diagnóstico precoce da dor crônica e para a necessidade de envolvimento multidisciplinar na tentativa de restabelecer a saúde do indivíduo.

Este procedimentos são realizados de maneira minimamente invasiva e podem tratar muitos casos de difícil controle com medidas tradicionais. Os procedimentos mostram-se eficazes para diversas causas de dor e ajudam a reduzir o tempo de tratamento e a necessidade de medicações.

Confira no menu à esquerda os procedimentos de medicina intervencionista da dor.

Agende sua consulta

Preencha seus dados para ser encaminhado ao nosso atendimento.
Esperamos poder ajudá-lo!